Rúben Diogo da Silva Neves é um nome que já está na história do FC Porto e do futebol português. Nascido em Mozelos, Santa Maria da Feira, a 13 de março de 1997, Rúben Neves fez toda a sua formação no FC Porto, chegando inclusive a capitanear a equipa Sub-17 dos Dragões, da qual “saltou” diretamente para a equipa sénior pela mão de Julen Lopetegui. Talentoso e destemido, Rúben Neves causou impacto imediato na equipa portista e quebrou recordes à escala nacional e europeia.

Internacional pelos escalões jovens de Portugal, Rúben Neves fez a sua estreia oficial como sénior a 15 de agosto de 2014, frente ao Marítimo, no Estádio do Dragão, na jornada inaugural da Liga 2014/15. Além de titular, o médio apontou o primeiro golo de um triunfo por 2-0, aos 11 minutos. Com apenas 17 anos e 155 dias, Rúben Neves tornou-se o mais jovem jogador da história do FC Porto a marcar no campeonato, abrilhantando uma estreia verdadeiramente de sonho.

Mas as façanhas do menino Rúben Neves não se ficam por aqui. Apenas cinco dias de depois, a 20 de agosto, voltou a assumir a titularidade frente ao Lille, na primeira mão do play-off de acesso à fase de grupos da UEFA Champions League. Aos 17 anos, 5 meses e 7 dias, Rúben Neves bateu o recorde de Cristiano Ronaldo (17 anos, 6 meses e 9 dias) e tornou-se o jogador português mais jovem a disputar a principal competição europeia de clubes.

Com uma maturidade assinalável para tão tenra idade, este jovem Dragão impressiona pela disciplina tática, visão de jogo e capacidade de passe, características essenciais num médio. E, em 2015/16, voltou a bater um recorde na Champions, ao tornar-se o mais jovem capitão de sempre da competição, na recepção ao Chelsea, com 18 anos e 221 dias.